16 sinais que vocês são muito duros com seus filhos

Você está aflito com a disciplina dos filhos? Avalie se as suas técnicas estão indo longe demais ou se não são suficientes.

22,586 views   |   14 shares
  • Alguma dessas situações lhe parece familiar?

    • Seu filho pequeno não se comporta à mesa do jantar. O que você faz? Coloca ele de castigo, tira algo que ele gosta?

    • Seu filho que está na quinta série, não vai bem na escola e se recusa a fazer sua lição de casa. Você corta os privilégios de televisão ou vídeo?

    • O que você faz quando um filho adolescente começa a falhar no horário de se recolher?

  • Todos os pais ficam aflitos e preocupados com os dilemas sobre a "disciplina". Como avaliar se as suas técnicas estão indo longe demais ou se não são suficientes?

  • A diretora do Centro Schubert da Case Western Reserve University, Elizabeth J. Short, PhD, disse que "Na América, a tendência é não sermos rigorosos o suficiente e sermos amigos das crianças.", por outro lado, ser rigoroso demais pode prejudicar os esforços em fazer a coisa certa. "Os filhos estão ansiosos para agradar e preocupados com a aprovação dos pais, isso leva a ter crianças ansiosas e indecisas, ou se elas sabem que não irão atingir as expectativas dos pais, então, elas nem tentam."

  • Talvez seja hora de você rever e mudar seu estilo de disciplina. Aqui estão 16 sinais que, segundo alguns especialistas, mostram se você é muito rigoroso com os seus filhos, junto com sugestões do que você pode fazer sobre isso.

  • 1. Você faz muitas regras

  • Nancy Darling, PhD, professora de psicologia na faculdade de Oberlin, disse que quando você estabelece muitas regras e não consegue fazer com que sejam cumpridas, não consegue aplicá-las e cobrá-las, é sinal de que você é rigoroso demais. Ela aconselha a definir menos regras e ser consistente em reforçá-las. Fazer com que os filhos as cumpram. "Levar adiante é realmente importante."

  • 2. Suas ameaças passam dos limites

  • Dizer aos filhos "Eu vou destruir todos os seus brinquedos" ou "jogá-los fora" não funciona, diz Darling, porque se o seu filho responder "Tudo bem", você vai desistir, não vai cumprir a ameaça. Você tem feito uma ameaça vazia e ensinado seu filho a se comportar mal? Ela alerta: "Pense cuidadosamente sobre as consequências antes de sair falando."

  • 3. Suas regras ultrapassam seus limites parentais

  • "Os pais podem e devem definir regras sobre como a criança está indo na escola, como ela trata as outras pessoas e questões de segurança, mas não sobre questões pessoais ", diz Darling. Por exemplo, decidir que instrumento a criança deve aprender a tocar, não é apropriado. O problema está em não concordarem quais questões são pessoais e quais se relacionam à segurança ou a moral. Por exemplo, os pais podem definir regras sobre música com letras violentas ou humilhantes, mas os filhos adolescentes podem dizer que é apenas o seu gosto pessoal. "Quando os limites não estão claramente definidos é importante discutir e pesar ambos os lados no momento de decidir o que fazer", ela diz.

  • Advertisement
  • 4. Seu amor é condicional (ou suas palavras fazem-no soar dessa forma)

  • Diga "Eu sempre te amo, mas eu espero que você se comporte dessa maneira", ou, "Eu sei que você pode fazer melhor", mas não diga "Você é um lixo se você não se comportar dessa maneira.", porque ao fazer isso você machuca o interior de seu filho.

  • 5. Você não presta atenção nas suas palavras

  • Não é como você diz, mas o que você diz. Mesmo que o seu tom seja moderado, são as suas palavras que importam. "Vozes calmas podem dizer coisas ruins. O conteúdo é mais importante do que a forma como é dito.", adverte Darling.

  • 6. Você não investe tempo

  • Quando pedir a seus filhos para fazerem algo difícil, não peça apenas, mas trabalhe ao lado deles também. "Bons pais investem tempo," diz Darling.

  • 7. Você é sempre policial, irritante, monitor ou lembrete

  • "Se estes são os principais pilares do seu relacionamento, no lugar de outras coisas que se pode e deve fazer como um pai, você pode ser muito rigoroso", diz o psicólogo Ron Taffel, autor de "Infância Sem Restrições".

  • 8. Seu filho lhe exclui

  • Esse é um sinal de que você é muito rigoroso, seu filho fala cada vez menos com você sobre as coisas que importam. Você ganha a batalha, mas perde a guerra. Conseguir que seus filhos façam as coisas que você deseja é bom, mas é importante fazer com que se abram com você sobre as coisas que os tornam ansiosos ou desconfortáveis.

  • 9. Seus filhos não trazem mais seus amigos

  • "As crianças querem regras, e todas as crianças vão escolher estar numa casa com regras", explica Taffel, "mas se ficar o tempo todo lembrando as crianças sobre essas regras, criticando seus filhos na frente de outras crianças, fazendo muitas perguntas sondando, seus filhos podem parar de trazer seus amigos". Faça do seu lar um lugar onde as crianças pedem para voltar outro dia, falem e se aproximem de você, um lar onde elas queiram estar.

  • 10. Seu filho é visto e não ouvido

  • Em pleno século 21 com os filhos gastando tempo nas redes sociais, eles esperam ser ouvidos. Se você não der oportunidade para seus filhos expressarem a cada dia sua opinião, isso mostra que você é muito rigoroso. "Você não tem que concordar com eles ou fazer o que eles estão dizendo, mas dar-lhes tempo para falar", diz Taffel.

  • 11. Seu filho é muito trabalho e nenhuma diversão

  • Taffel esclarece que "os filhos precisam de um tempo de descanso e de inatividade para sintetizar o que aprenderam. Se eles estão cheios de habilidades, conhecimentos e informações que eles não podem usar e estão apenas aprendendo por aprender, os seus cérebros acabam como esponjas absorvendo coisas, mas eles não têm ideia do que isso significa".

  • Advertisement
  • 12. Você é o único

  • Observe o que os outros pais estão fazendo. Taffel explica que "se não há outros pais fazendo a mesma coisa que você - como não permitir que seus filhos usem a internet, mesmo com sua supervisão - você pode estar sendo muito rigoroso."

  • 13. Você proíbe nada

  • Não seja aquele que não incentiva, mas também não proíbe. Seja aquele que diz, "Eu prefiro que não faça isso, por tais razões. Se você optar por fazê-lo de qualquer forma, eu ficarei mais atento por causa de minhas preocupações", sugere Short. Isso é ser menos duro e mais eficaz.

  • 14. Regras são regras, sem perguntas

  • É preciso haver regras que sejam obedecidas, que se compreende facilmente e firmes, porque elas ajudam com previsibilidade e expectativas. Porém Short diz que é preciso haver alguma flexibilidade em situações especiais. Por exemplo, se o seu filho tem horário para se recolher à meia-noite, mas há um problema com o condutor, ele precisa se sentir confortável em ligar para casa, telefonando para pedir uma carona.

  • 15. Se você é autoritário não tem autoridade

  • Há uma diferença entre pais com autoridade e pais autoritários. Short esclarece que "os pais com autoridade definem expectativas claras e podem ser duros com seus filhos, fazem isso por preocupação para a melhora dos filhos. Já os pais autoritários dizem: 'É da minha maneira ou rua.' Pais autoritários são controladores e não afetuosos, mas um pai com autoridade é controlador na medida certa e também é afetuoso."

  • 16. Você é frio como gelo

  • "Ninguém se importa se os pais são difíceis, contanto que sejam amorosos", diz Short. O problema, diz ela, é "quando você é difícil e frio." Quebre esse gelo.

  • Ame e discipline seus filhos para ajudá-los e protegê-los.

  • Leia: Sugestões para disciplinar com amor os filhos

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Sou esposa e mãe de duas lindas filhas. Amo minha família! Gosto de ler e me informar sobre vários assuntos, de artesanato e atividades que envolvam a família e os amigos.

16 sinais que vocês são muito duros com seus filhos

Você está aflito com a disciplina dos filhos? Avalie se as suas técnicas estão indo longe demais ou se não são suficientes.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr