Relacionamento familiar: Aprendendo a ouvir

Saber ouvir faz toda a diferença nos relacionamentos, pois promove paz, entendimento, compreensão, tolerância e ainda desenvolve a empatia.

4,139 views   |   20 shares
  • Saber ouvir é de grande importância em qualquer relacionamento, sendo imprescindível para que haja harmonia no convívio afetivo.

  • Rubem Alves é um psicanalista, educador, teólogo e escritor brasileiro e autor de livros e artigos abordando temas religiosos, educacionais e existenciais. Entre tantos legados desse grande pensador existe um texto muito interessante chamado "Escutatória" que trata da questão que ora abordamos. Rubem Alves escreveu: “Não é bastante ter ouvidos para ouvir o que é dito. É preciso também que haja silêncio dentro da alma. Daí a dificuldade: a gente não aguenta ouvir o que o outro diz sem logo dar um palpite melhor, sem misturar o que ele diz com aquilo que a gente tem a dizer".

  • Pensemos em algumas vantagens de ouvir o outro:

  • 1- Ouvir promove a paz

  • Muitos conflitos familiares poderiam ser evitados se as pessoas se ouvissem umas às outras com maior atenção.

  • 2- Ouvir promove o entendimento

  • Ao buscar entender o pensamento do outro antes de infiltrar os próprios pensamentos, é possível entender as ideias alheias.

  • 3- Ouvir promove a compreensão

  • Quando entendemos o pensamento alheio, mesmo não concordando com ele, nos colocamos aptos a compreender seus sentimentos.

  • 4- Ouvir promove a empatia

  • Se compreendemos os sentimentos alheios, passamos a sentir com o outro, desenvolvendo a empatia que aproxima as pessoas e beneficia as relações.

  • 5- Ouvir promove a tolerância

  • A compreensão do outro como ele é permite que sejamos mais tolerantes com sua forma de pensar, nos faz entender que não precisamos pensar como ele, mas ele também não precisa pensar como nós.

  • Esse rol certamente poderia ser muito maior, mas já nos dá uma impressão segura da importância de aprender a escutar as pessoas que convivem conosco. Mas como podemos começar esse aprendizado? Ainda no texto citado, Rubem Alves alerta que para ouvir "Não basta o silêncio de fora. É preciso silêncio dentro. Ausência de pensamentos. E aí, quando se faz o silêncio dentro, a gente começa a ouvir coisas que não ouvia".

  • Para aprender a ouvir pensemos em algumas ações:

  • 1- Cuidado com a arrogância

  • É preciso despir-se da concepção de que sabemos sempre mais e melhor sobre tudo... Isso é arrogância e não corresponde à realidade.

  • 2- Considere a fala do outro

  • Tenha em mente que a ideia do outro é sempre interessante, mesmo que não apropriada, afinal, todo mundo tem direito a ter a sua fala considerada.

  • Advertisement
  • 3- Busque silenciar

  • Se você ouve já pensando no que vai responder ou incluir na fala do outro, não conseguirá captar totalmente o seu sentido. Busque silenciar a sua mente e concentrar-se no que a pessoa está falando. Antes de responder, pondere.

  • Para construir relacionamentos saudáveis é essencial priorizar nossas ações ampliando a visão em relação ao grupo. No âmbito familiar nosso olhar deve sair do micro, ou seja, do "eu" e buscar o macro, isto é, o "nós". Saber ouvir, compreendendo e respeitando nossos familiares é ação sábia e pertinente, pois ainda nos habilita a ser igualmente respeitados.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

Relacionamento familiar: Aprendendo a ouvir

Saber ouvir faz toda a diferença nos relacionamentos, pois promove paz, entendimento, compreensão, tolerância e ainda desenvolve a empatia.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr