Ensinando filhos a apreciarem o que têm

As crianças têm em seus pais os heróis máximos. 5 dicas para ensinar as crianças a apreciarem o que possuem e não invejarem os amigos.

382 views   |   shares
  • Outro dia, uma amiga desabafou: “Não consigo competir com as mães dos coleguinhas de escola dos meus filhos”. Ela parecia tão triste e frustrada ao fazer esta afirmação que senti sua necessidade de ser ouvida.

  • Segundo ela, as férias escolares haviam terminado dias antes e o assunto de todas as crianças eram as viagens, as aventuras e as novidades deste período. Por se tratar de uma escola de classe média, muitas famílias tinham possibilidades financeiras para levar seus filhos aos parques da Disney, mas outras não. Esse era o caso dela. E isso a frustrava, pois ela queria que seus filhos tivessem as mesmas experiências que os amiguinhos.

  • No caso desta amiga, isso se mostrou tão importante porque na sua infância ela sofreu preconceito por não ter as mesmas possibilidades financeiras que os colegas de escola. E não quer que isso ocorra com seus filhos. Mas se observarmos o comportamento das crianças dela, vemos quão adaptadas são naquele meio e como são bem aceitas.

  • O que quero dizer com isso é que levar nossos filhos para conhecer lugares novos é muito importante para eles e para nós, mas não pode ser motivo de desespero e muito menos razão para competição. Nós temos que mostrar a eles que fazemos aquilo que cabe em nossos bolsos e nas nossas possibilidades. Curtir em família é mais importante que partilhar o mesmo destino dos outros.

  • Viajar significa ver e viver novas realidades, modificar o modo de enxergar as coisas e as pessoas, e não se perder em um mundo de bens materiais a serem adquiridos e cansativas obras arquitetônicas a serem visitadas, que não interessam a criança nenhuma.

    1. Escolha destinos baratos, mesmo que dinheiro não seja um problema para vocês, para suas primeiras viagens com as crianças. Assim, elas não criam expectativas cada vez maiores quanto a luxos e confortos e aprendem a viajar com economia.

    2. Escolha destinos próprios para as idades de seus filhos, não adianta marcar viagem para uma cidade cuja atração é o parque aquático se vocês têm um bebê de um ano de idade. Ele não vai curtir. Leve-o para um hotel fazenda ou uma praia, por exemplo.

    3. Viagens foram feitas para abrir horizontes, ou seja, ter sempre o mesmo destino não é o ideal. Procurem variar para que seus filhos cresçam sabendo que o mundo é muito maior que o quintal de casa.

    4. Dinheiro não compra tudo. Mesmo que vocês sejam muito bem de vida, não achem que podem dar uma ou mais viagens a seus filhos e não acompanhá-los. Eles precisam dos pais, mesmo que não afirmem isso.

    5. Dar o melhor é dar o melhor de nós. Se isso significa ir passar uma semana na casa da vovó no interior do estado, tudo bem. Lá deve ter cachorro, gato, galinha. Muita novidade. Se for viajar para a Disney, tudo bem também. Cada um com sua experiência.

  • Advertisement
  • Lembrem-se, mamãe e papai, viajar é aprender. Ficar, também. Competir, disputar e invejar o que o outro pode ou tem não é nada mais do que mostrar aos nossos filhos que se formos nós mesmos, com vontades próprias que independem da opinião da horda, jamais seremos alguém. Soltemos as amarras e viajemos para onde quisermos e pudermos.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Fernanda Trida é jornalista, médica veterinária, dona de casa, esposa, mãe de Marcela, com três anos, e de João, com um ano de idade.

Ensinando filhos a apreciarem o que têm

As crianças têm em seus pais os heróis máximos. 5 dicas para ensinar as crianças a apreciarem o que possuem e não invejarem os amigos.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr