4 lições aprendidas com as adversidades

Será que existe ser humano que nunca tenha enfrentado ou venha a enfrentar dificuldades? Duvido! Afinal, elas são parte da experiência mortal, e aparecem quando menos esperamos.

2,849 views   |   2 shares
  • Você nunca se perguntou: "Como é possível que aquele político, ator, jogador de futebol, esteja tão bem na vida e eu que batalho tanto nunca consigo dar a volta por cima"? Se você já questionou algo semelhante, saiba que a resposta é: "até mesmo essas pessoas têm seus momentos de dificuldade, frustração ou infelicidade". O problema é que, na maioria das vezes, nós enxergamos as dificuldades pelas nossas perspectivas e não pela perspectiva do outro.

  • Maior ou menor dificuldade

  • É preciso muito cuidado na hora de julgar se alguém passa por adversidades ou não. Já que as situações são diferentes. Para os brasileiros, por exemplo, a grande dificuldade atual é a crise econômica que está abalando o bolso da maior parte da população em maior ou menor grau. Para a África do Norte são os combates que estão forçando a população a emigrar para a Europa, que também está enfrentando crise, já que não tem suporte necessário para receber esses imigrantes. Estou falando de crises em grande escala, que atingem uma porção maior de pessoas.

  • Mas e as crises pessoais? Você realmente acredita que jogadores de futebol, políticos e modelos não passam por suas provações só porque têm "tudo"? Em primeiro lugar, ter tudo materialmente não é o mesmo que ter uma vida isenta de dificuldades. Esse é o primeiro conceito que precisa ser mudado. Ter riquezas e condições de adquirir qualquer coisa que o dinheiro pode comprar não exime as pessoas de passarem por problemas igualmente ou até mais sérios do que crises financeiras.

  • Leia: 7 lições aprendidas com José da Bíblia

  • Doenças, desentendimentos familiares, acidentes, dúvidas, perda de pessoas queridas, enfim, as provações são muitas e cada um as enfrenta exclusivamente. Mas é importante ter em mente que reclamar, culpar os outros ou comparar as nossas adversidades com a dos outros só vão trazer mais frustração e desânimo, e quem sabe, ainda mais problemas.

  • Provação como consequência

  • É importante deixar claro que existem, genericamente, dois tipos principais de provações. As que trazem consequências de nossas próprias ações, e pelas quais somos responsáveis diretos. E também existem as provações causadas pelas ações de terceiros, que muitas vezes acabam nos afetando mesmo se estivermos completamente alheios a essas ações. Vamos a um exemplo prático: imagine um acidente envolvendo dois veículos. O motorista de um deles estava sozinho, andava muito acima do limite de velocidade e forçou uma ultrapassagem. De repente percebeu que um caminhão vinha na pista contrária, tentou retornar, mas devido à alta velocidade, não conseguiu e jogou o carro para cima do veículo que tentou ultrapassar. O caminhão conseguiu desviar e saiu ileso, mas os dois veículos se chocaram, provocando morte e terríveis ferimentos nos ocupantes de ambos os carros. Havia um culpado e vários inocentes, mas todos acabaram sofrendo as consequências dessa ação. Em muitos casos, no entanto, o culpado não sofre consequências imediatas. Somente os terceiros envolvidos, o que gera revolta e desconsolo.

  • Advertisement
  • Leia: 5 passos para seguir em frente após permitir-se sofrer

  • Enxergando os problemas por um ângulo diferente

  • Nem sempre é fácil tirar das dificuldades algum aprendizado ou proveito. Um dos motivos é que os fardos que os problemas ocasionam tendem a esgotar a mente e o corpo de tal modo que se torna quase impossível encontrar saída e dar a volta por cima. Algumas provações podem ser consideradas unicamente negativas, como o exemplo citado acima. Mas veja abaixo considerações que podem fazer você ao menos tentar levar algo de bom até mesmo das piores crises.

  • 1. Aprendizado

  • : não importa qual seja sua dificuldade, se ela foi consequência de um ato que você cometeu ou não, ou ainda a intensidade dela, o que importa é que de um jeito ou de outro você vai aprender algo valioso. Pode ser que esse aprendizado não fique evidente de imediato, mas cedo ou tarde a lição aprendida vai ajudá-lo ou permitir que você ajude alguém.

  • 2. Fortalecimento

  • : você sempre sairá das adversidades mais forte do que quando começou a enfrentá-las. Nas adversidades seguintes, você se sentirá mais seguro, porque no fundo saberá que terá força e capacidade para encará-las. Essa força pode não se mostrar nítida ou conscientemente, mas sem dúvida estará presente.

  • 3. Aperfeiçoamento

  • : juntamente com a força, as adversidades trazem aperfeiçoamento. Ao tropeçarmos, precisamos nos levantar e seguir adiante, encontrando a cada passo novos obstáculos que nem sempre estão sinalizados. Ao darmos de frente com eles, saímos feridos, mas ainda assim, um passo mais à frente.

  • 4. Humildade e compaixão

  • : as adversidades podem nos ensinar a ter humildade para, por exemplo, pedir perdão, ou então perdoar, encarar determinadas contradições da vida, e aceitar que nem sempre as coisas acontecem no tempo e da maneira que esperamos. Com a humildade, também, podemos aprender a ter compaixão e sensibilidade pelos problemas alheios, o que nos dá a oportunidade de desenvolver o dom da caridade.

  • Leia: Encontrando a luz do sol entre as nuvens

  • Essas lições dependem de como encaramos as adversidades. Se for com revolta e ressentimento, é mais difícil que essas dádivas adquiridas sejam percebidas. É importante que a fé em Deus seja restaurada. As seguintes palavras do advogado e pensador James E. Faust propiciam uma bela reflexão: "Os espinhos que nos ferem, que se cravam na carne, que machucam, muitas vezes mudam vidas que parecem despojadas de significado e de esperança. Essa mudança ocorre através de um processo de purificação que com frequência parece cruel e árduo. Assim a alma se transforma em barro macio nas mãos do Mestre que molda vidas úteis, cheias de fé, beleza e força. Com o fogo do ourives, algumas pessoas passam a ser descrentes e perdem a fé em Deus, mas quem vê as coisas da perspectiva eterna compreende que essa purificação faz parte do processo de aperfeiçoamento. (...) As provações e adversidades podem servir de preparação para um renascimento".

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Márcia Denardi é jornalista, musicista e uma mãe e esposa loucamente apaixonada pelos filhos e pelo marido. Tem como objetivo profissional usar a informação para fortalecer as famílias. Curta a fan page www.facebook.com/blogmarciadenardi.

Website: http://marciadenardi.blogspot.com

4 lições aprendidas com as adversidades

Será que existe ser humano que nunca tenha enfrentado ou venha a enfrentar dificuldades? Duvido! Afinal, elas são parte da experiência mortal, e aparecem quando menos esperamos.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr