Aceite o fato: Ele nunca vai mudar

Se você perdoa e perdoa, mas não vê nenhuma mudança em seu cônjuge, talvez seja hora de considerar algo diferente.

12,931 views   |   858 shares
  • Já perdi a conta de todas as mensagens que tenho recebido pedindo conselho sobre o que fazer nos casos em que o cônjuge comete os mesmos erros de novo e de novo. É necessário esclarecer que os erros aos quais eu me refiro, não são coisas pequenas ou aqueles conflitos que inevitavelmente ocorrem em qualquer relacionamento, já que não existe nenhum perfeito. Me refiro a situações muito mais difíceis, aquelas nas quais o coração se quebra de novo e de novo, deixando cada vez menos espaço para um relacionamento saudável. Aponto essas relações nas quais, literalmente, existe alguma forma de abuso e violência.

  • Dirijo então estas palavras a todas as mulheres, e homens também, que me mandaram mensagens perguntando-se se vale a pena continuar lutando para manter seu relacionamento. Na maioria das circunstâncias eu responderei que sim, no entanto, existem situações em que este não é o caso. São casos em que a dignidade e autoestima estão em risco ao ficar perto de uma pessoa que se recusa a mudar e que, em sua negação, nos machuca permanentemente.

  • Leia: Como reconhecer o abuso emocional

  • Então, aqui estão três situações específicas em que eu acredito que é preferível aceitar que o mais saudável é não estar juntos.

  • 1. Violência doméstica

  • Com poucas exceções (e quando eu digo poucas, quero dizer minúsculas), uma pessoa que abusa verbal, emocional e/ou fisicamente de você, não vai parar. Essa situação é um ciclo complexo que começa com a outra pessoa se comportando bem com você, então a tensão começa, aumenta e termina com algum tipo de abuso, para depois de um tempo o ciclo iniciar-se novamente.

  • Leia: Como aprender a amar depois de sofrer violência doméstica

  • Sob nenhuma circunstância é aceitável a violência com outra pessoa, por isso nunca deixe que seu cônjuge bata em você, açoite-a com suas palavras e faça você sentir que não é uma pessoa digna de ser amada. Você merece dignidade, respeito e, claro, muito amor.

  • 2. Uma infidelidade que não termina

  • Eu recebi muitas mensagens sobre casais que são infiéis várias e várias vezes, até mesmo homens que engravidaram outras mulheres por causa disso. Ao pensar sobre essas situações e tantas outras, eu digo a mim mesma: já basta! E convido-a a fazer o mesmo. As infidelidades recorrentes indicam apenas que o seu parceiro realmente não se arrependeu sinceramente de ter feito aquilo a primeira vez, então a situação não irá mudar. Se ele não a respeita, respeite a si mesma (e não espere que ele a respeite para respeitar a si mesma).

  • Advertisement
  • Leia: 5 conselhos para superar a infidelidade

  • 3. Uma dependência sem solução

  • A realidade é que qualquer pessoa pode se recuperar de um vício, desde que trabalhe nisso diariamente. No entanto, existem situações nas quais nada é feito para que isso aconteça, de modo que o casal se mantém em um estado de sofrimento devido a doença e o egoísmo aparente da pessoa viciada.

  • Independentemente do tipo de vício, todos eles são destrutivos e podem prejudicar o amor entre o casal. Se a condição não for tratada e conquistada, ela irá invadir o relacionamento e o destruirá, e ninguém deveria ter que se submeter a um relacionamento no qual seus sentimentos e seu coração sejam anulados.

  • Eu entendo que, ao dar-lhe esses conselhos, não estou investigando as circunstâncias nas quais há crianças envolvidas, o que poderia tornar a situação muito mais complexa. No entanto, acredito que, quando existem no casal situações que vão destruindo seu coração, não apenas o seu acaba ferido. Eu digo com convicção que a felicidade é possível, ame-se o suficiente e abandone essa situação dolorosa e a pessoa que não tem desejo nenhum de mudar.

  • Se você quiser se aprofundar neste assunto, leia: Os relacionamentos conjugais e o abuso emocional

  • _Traduzido e adaptado por Sarah Pierinado original Acepta el hecho: él nunca va a cambiar

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Denhi Chaney é formada pela Universidade de Brigham Young com mestrado em Terapia de Casal e Familiar. Ela também é esposa e mãe de um filho.

Aceite o fato: Ele nunca vai mudar

Se você perdoa e perdoa, mas não vê nenhuma mudança em seu cônjuge, talvez seja hora de considerar algo diferente.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr