Devo ser adepta ou não ao Método da Cama Compartilhada? O que especialistas dizem.

Estarei protegendo ou interferindo no sono do meu bebê ao colocar ele para dormir na mesma cama que eu? Confira opiniões de especialistas no assunto.

856 views   |   14 shares
  • Muitas mães e pais (especialmente os pais de primeira viagem) questionam-se quanto a essa decisão, que pode parecer não interferir na vida de um bebê tão pequeno.

  • Contudo, a escolha do método da cama compartilhada pode causar efeitos positivos e negativos na vida do seu bebê. Confira o que especialistas dizem:

  • Efeitos positivos do método

  • O pediatra Americano Willian Sears, conhecido na TV norte-americana por criar o método attachment parenting,_ou como é conhecido no Brasil, o método da criação com apego, afirma que quanto mais tempo as crianças sentirem o cheiro e o afeto da mãe, mais saudáveis se tornam.

  • O especialista passou cerca de 16 anos da sua vida dividindo a cama do casal com um dos seus filhos (5 ao todo). Afirma que adotou o método da cama compartilhada após pesquisas com outros especialistas descobrirem que os batimentos cardíacos da mãe e do bebê se sincronizavam enquanto dormiam juntos, o que pode ser um fator de proteção para morte súbita infantil.

  • Efeitos negativos do método

  • De outra banda, existem outros fatores que também são importantíssimos a serem analisados no que se refere a essa decisão em realizar o método da cama compartilhada.

  • Decisões como: Até quando iremos manter esse método? Até quando é necessário ou quando decidirmos?

  • Para a psiquiatra e psicanalista Nayra Ganhito, autora do Livro "Distúrbios do Sono", a criança precisa criar seu próprio espaço e compreender desde cedo que os pais têm o espaço deles, ela ainda acredita que alguns pais tomam essa atitude por haver "buracos na relação a dois".

  • Segundo teorias psicológicas seguidas pelo conhecido e famoso Dr. Freud, ao ocupar a cama dos pais, a criança ocupa um lugar que não é dela, pois afinal de contas os adultos precisam dormir juntos para estreitar as relações intimas, inclusive a relação sexual.

  • O que algumas mães pensam?

  • Andréia Mortensen, declara: "nossos filhos estão geneticamente preparados para dormirem acompanhados, devem dormir grudados nos pais, para evitar medos de escuro ou solidão".

  • Advertisement
  • Fernanda Freire, pediatra e mãe: "os bebês precisam de rotinas, rituais do sono, então ficar mudando ou criando, não ajudam no sono, definir o método ideal e mantê-lo seja no quarto dos pais ou no quarto do bebê é o ideal".

  • Existem diversas opiniões a respeito desse assunto, muitas coisas a serem discutidas e tratadas, o mais importante é o cuidado com seu filho. Pense, reflita e decida sempre o que é melhor para a criança e não o que é ideal para vocês.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Bacharel em Direito, Mediadora e Conciliadora de Família, realiza palestras para noivos e recém-casados sobre relacionamentos, especialista em Psicologia Jurídica, esposa, mãe e genealogista.

Devo ser adepta ou não ao Método da Cama Compartilhada? O que especialistas dizem.

Estarei protegendo ou interferindo no sono do meu bebê ao colocar ele para dormir na mesma cama que eu? Confira opiniões de especialistas no assunto.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr