"Amamentar não é um ato de amor": Declaração de mãe assustou internautas, mas o motivo faz total sentido

Muitas mulheres acabaram concordando. Qual a sua opinião?

52,916 views   |   68 shares
  • A amamentação é essencial para o desenvolvimento do bebê. O leite materno contém todas as vitaminas e nutrientes que o bebê precisa nos seus primeiros 6 meses de vida. Estudos mostraram que a amamentação também beneficia a saúde da mãe, além de outras pesquisas que mostraram que a amamentação cria um vínculo maior entre mãe e bebê.

  • A Academia de Pediatria Americana aconselha que o leite materno seja o único alimento do bebê pelo menos até seus 6 meses de vida.

  • Amamentar não é um ato de amor

  • A terapeuta perinatal, Carolina Leão, fez um post no seu Facebook que acabou viralizando. O texto foi escrito originalmente pela escritora Tais Vinha.

  • Tais Vinha é mãe de três filhos com idades entre 19 e 13 anos, no texto, ela diz que estava conversando com sua mãe, Vera Heloíse Pileggi Vieira, que é uma das mulheres mais influentes do Brasil na área de aleitamento materno.

  • Tais inicia falando que ficou espantada ao ouvir sua mãe fazer essa afirmação. Ela diz que sua mãe foi a uma entrevista para um programa da Rede Mulher e voltou aborrecida.

  • "Eles fizeram de tudo para que eu afirmasse que amamentar é um ato de amor. Mas eu nunca direi isso. Amamentar não é um ato de amor", disse.

  • "'Mãe, como assim?' Por um instante, achei que minha mãe estava virando a casaca e negando o trabalho de toda uma vida."

  • Tais explica que sua mãe foi uma das grandes batalhadoras do aleitamento materno no Brasil e no mundo. Por isso ela ficou tão espantada ao ouvir aquilo.

  • "Eu cresci com mulheres batendo à nossa porta para "desempedrar" as mamas e aprender a dar de mamar. Com alunas que a procuravam para orientar teses de mestrado. Era peito e recém-nascido para todo lado. Aquela frase, dita assim de repente, me pegou totalmente de surpresa."

  • O verdadeiro significado da amamentação

  • Sua mãe então explicou a afirmação: "Amamentar é optar por dar o melhor alimento ao bebê. Não tem nada a ver com amar. Se fosse assim, poderíamos dizer que os pais amam menos seus filhos? Eles não amamentam. As mães adotivas também não. Ou as mulheres que fizeram plástica. Ou as mães que precisaram desmamar seus bebês para trabalhar... Será que todos eles amam menos seus filhos porque não amamentam?"

  • Advertisement
  • Segundo a Vera, mãe de Tais, amamentar não é dar amor. Amamentar é dar o melhor alimento, o mais completo. Mas não tem nada a ver com amar.

  • "As pessoas que confundem as duas coisas, sem querer, estão fazendo um desserviço ao aleitamento, pois as mães ficam mais ansiosas, culpadas e cheias de temores. Todos sabem que uma mãe tranquila amamenta melhor. E como uma mãe pode amamentar tranquila se ela acha que estará dando menos amor para seu bebê se fracassar? Olha o peso deste sentimento!"

  • Muitas mães não conseguem amamentar e sentem o peso disso por causa de afirmações como essa. As mulheres precisam parar de se sentir culpadas e cobradas. Tais explica que há outras formas das mulheres darem suporte psicológico que o bebê precisa.

  • "É óbvio que o aleitamento é a melhor escolha, mas a partir do momento que esta escolha não pode ser feita, a mãe deve parar de sofrer."

  • "AMAMENTAR NÃO É UM ATO AMOR A primeira vez que ouvi minha mãe pronunciar tal frase, estranhei. Eu havia ido buscá-la...

    Posted by Feminino e Perinatalidade por Carolina Leão on Thursday, August 3, 2017

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Rachel De Castro é esposa, escritora e gerente do Familia.com.br, com formação em ciência política. Acredita que o mundo já tem críticos demais por isso decidiu motivar e inspirar pessoas. Para contatá-la, visite seu website.

Website: http://instagram.com/racheldecastro

Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr