8 incômodos comuns para as grávidas e como lidar com eles

A gravidez é um período maravilhoso, o que atrapalha são estes 8 incômodos comuns.

4,866 views   |   7 shares
  • Enjoo, cólicas, sangramentos, azia, cansaço, vontade de urinar frequente e outros mais são incômodos comuns, mas que acabam por tornar o que deveria ser o tempo mais feliz da vida de uma mulher, em uma série de episódios desagradáveis e muitas vezes inconvenientes.

  • No entanto, para tudo se dá um jeito, com algumas técnicas e dicas é possível passar por estes incômodos e chegar com dignidade (ou pelo menos tentar) ao fim da gravidez.

  • 1. Os enjoos

  • O enjoo pode ser devido à combinação das mudanças físicas e um fígado não muito forte para lidar com as toxinas que são nocivas ao feto, então o jeito que o organismo encontra de se livrar delas é através do vômito.

  • O que fazer?

  • Coma um pouco de 3 em 3 horas, pois o estômago vazio aumenta a acidez.

  • Dê preferência aos legumes cozidos, frutas e verduras, carnes magras e deixe de lado as frituras e alimentos à base de farinha de trigo.

  • Evite tomar leite não desnatado, principalmente à noite.

  • 2. Cólicas

  • Elas acontecem principalmente para as mulheres que já passaram por cesarianas devido ao estiramento das cicatrizes do útero. Além disso, carregar um bebê na barriga pressiona os músculos, os ligamentos, as veias e os outros tecidos internos do seu corpo, por isso ocorre esse desconforto.

  • O que fazer?

  • Relaxar, mudar de posição ou descansar um pouco ajudam a aliviar a cólica. Se não passar ou vier acompanhada de febre, procure o médico.

  • 3. Sangramentos

  • Embora indesejados, eles costumam acontecer durante a gravidez. São os chamados sangramentos de escape.

  • 4. Azia

  • Também comum na gravidez, a azia é uma sensação de queimação no estômago e esôfago, devido às mudanças físicas e hormonais no período.

  • O que fazer?

  • Evite alimentos gordurosos, chocolate, frutas cítricas, sucos, bebidas alcoólicas e café, especialmente à noite.

  • Fracione as refeições em poucas porções várias vezes ao dia. Evite deitar após as refeições. Se desejar tomar leite, prefira o desnatado.

  • Verifique se a azia não é efeito colateral de algum medicamento que você esteja tomando.

  • 5. Pés inchados

  • Na medida em que o útero cresce, os vasos sanguíneos vão sendo comprimidos, dificultando a circulação sanguínea, congestionando o retorno do sangue dos membros inferiores ao coração. Nessa situação as pernas e os pés liberam líquido para a camada subcutânea, provocando inchaços. No final da gravidez, esse processo atinge seu auge.

  • Advertisement
  • O que fazer?

  • Não tome diuréticos. (Na verdade, não tome medicamento algum que não seja prescrito pelo médico). São contraindicados na gravidez. Inclua alimentos diuréticos na sua rotina alimentar tais como: alface, tomate, pepino, cenoura, aipo, chuchu, aspargo, espinafre, couve, escarola, agrião, repolho, broto de feijão, berinjela, melancia, melão, manga, morango, abacaxi, pêssego, pera, uva, limão, maracujá, mamão, maçã, e temperos como hortelã, erva-doce, coentro e salsinha.

  • Procure alternar de posição durante o dia. Se fica muito tempo em pé, descanse sentada ou deitada várias vezes durante o dia, se fica muito tempo sentada, ande um pouco ou deite-se com as pernas para cima.

  • 6. Câimbras

  • Não se sabe exatamente por que grávidas sofrem tanto com cãibras, principalmente na panturrilha. Pode ser por causa do peso extra que você está carregando. Também se especula que a cãibra esteja relacionada às mudanças na circulação sanguínea. Há ainda a teoria de que o problema seja provocado por alterações na concentração de determinados sais do organismo.

  • O que fazer?

  • Hidrate-se, inclua alimentos ricos em potássio na alimentação, tais como banana, laranja, feijões, tomates.

  • 7. Cansaço

  • A exaustão e sonolência são uma resposta natural do organismo às transformações geradas pela gravidez. É muito comum as grávidas sentirem sono e cansaço durante as primeiras semanas da gravidez. Não é fácil bancar o crescimento e progresso uterino do embrião. No último trimestre, o cansaço é devido ao peso do bebê, ao aumento do útero, aos inchaços, etc., o que faz com que a falta de energia retorne.

  • O que fazer?

  • Algumas mudanças de hábitos incorporadas ao seu dia a dia como diminuir o ritmo e tirar sonecas quando possível, andar um pouco para alongar as pernas, sentar-se periodicamente e descansar colocando as pernas para cima, podem aliviar a sensação de cansaço e trazer bem-estar

  • 8. Frequência urinária

  • Há duas explicações para tanto xixi, uma é que com o aumento de líquidos circulando pelo corpo, os rins aceleram seu funcionamento, eliminando mais resíduos. A outra, que provavelmente acomete mais nos últimos meses, é que o aumento do útero faz pressão sobre a bexiga e esta não consegue segurar a urina.

  • Advertisement
  • O que fazer

  • Inclinar-se para frente na hora de ir ao banheiro. Isso propicia maior esvaziamento da bexiga, reduzindo as idas ao banheiro.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.

Website: http://tedandoumaideia.blogspot.com.br/

8 incômodos comuns para as grávidas e como lidar com eles

A gravidez é um período maravilhoso, o que atrapalha são estes 8 incômodos comuns.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr