7 coisas sobre sexo que eu gostaria de saber antes de ter me casado

Quem nunca teve dúvidas sobre a intimidade no casamento que atire a primeira pedra...

67,905 views   |   137 shares
  • Venho de um tempo diferente onde não havia internet à disposição para sanar dúvidas e onde a palavra "sexo" era cochichada nos ouvidos e acompanhada de risadinhas inocentes. Hoje essa palavra, bem como o ato em si são amplamente divulgados. Quando crianças, virávamos os rostos vermelhos ao ver beijos na TV. Atualmente ninguém vira o rosto nem mesmo para cenas picantes.

  • Mas, ainda assim, tanto aqueles que se casaram há muito tempo quanto os que se casam atualmente têm dúvidas e mitos sobre o sexo e seu papel no casamento. Afinal, há uma grande diferença entre o sexo na tela e o sexo de verdade.

  • Se você está se preparando para casar ou já está casado e ainda tem mitos em sua mente, talvez as minhas dúvidas possam ajudá-lo.

  • Leia: 10 mitos sobre casamento que todos os recém-casados deveriam saber

  • Aqui estão as 7 coisas sobre sexo que eu gostaria de saber antes de ter me casado.

  • 1. Sexo no casamento é como nos filmes?

  • Não me refiro à pornografia, mas geralmente os filmes abordam o sexo como uma perfeita interação entre duas pessoas que acabaram de se conhecer. Tudo é tão espontâneo e tão perfeito com luzes cálidas, música de fundo e até velas. Bem, esqueçam isso. O sexo real não é tão espontâneo e da maneira estabelecida por Deus é muito diferente, porque é melhor, é uma conexão espiritual além de física.

  • 2. O sexo é para satisfazer o marido?

  • Este é um dos motivos da pornografia ser tão destrutiva. Ela cria nas mentes jovens uma direção errada para as relações conjugais. Não é de autogratificação que se trata o sexo. Não é usar o outro para se satisfazer. A preocupação deve ser um com o outro. O altruísmo é companheiro do amor e o egoísmo seu inimigo.

  • 3. Homens e mulheres são iguais quando se trata de sexo?

  • Os homens estão sempre prontos, parece que têm um interruptor para liga e desliga. Já as mulheres são como fogueiras, tem que ir aos poucos, colocando um graveto aqui e outro ali, até que após muitas tentativas e muito empenho, você consegue uma boa chama. Isso costuma ser muito frustrante para os homens, principalmente aqueles que têm o mau hábito de ver pornografia, pois nesse tipo de mídia, as mulheres estão sempre prontas e receptivas. Além disso não é necessário ouvi-las, dar-lhes amor, compreensão e carinho antes de ir para o quarto, o que está muito fora da realidade. Se você magoou sua esposa esqueça o sexo até que façam as pazes e a raiva ou mágoa dela passe.

  • Advertisement
  • 4. Devo aprender tudo para ser uma grande parceira?

  • Performance não define ninguém. Os casais costumam perseguir um ideal de performance que pode ser irreal. As mulheres acham que devem sempre usar roupas provocantes, ter corpos perfeitos, acender velas, colocar música romântica e fazer uma encenação digna de um filme hollywoodiano. Já os homens creem que devam ser experts nas artes da sedução e exemplos de vigor. Esqueçam isso também. Saber sobre a intimidade sexual e procurar tornar românticos esses momentos é muito bom, mas não é esse o objetivo maior. É o fundir-se e ser uma só carne, um dom de Deus que deve ser apreciado dentro do casamento. E, claro, o "show" é dispensável.

  • 5. Com que frequência devemos ter intimidades?

  • Talvez por influência de mães e outras "conselheiras", muitas mulheres que se casaram na época em que me casei achavam que nunca deveriam dizer não aos seus maridos, então para evitarem a frequência com que eles desejam sexo, algumas inventam dores de cabeças e outros problemas que as justifique. Então homens, (ou mulheres), antes que seu cônjuge comece a inventar desculpas, tente conhecer a frequência que o outro necessita de sexo. Geralmente (mas não sempre) os homens são os que têm maior necessidade e por falta de diálogo, cumplicidade e sensibilidade, acabam por quase forçar suas esposas a inventar uma desculpa. Embora as pesquisas apontem que pessoas casadas façam mais sexo do que as solteiras, ainda assim, a frequência não é o que se pensa. O que realmente importa é a qualidade e não a quantidade.

  • 6. O sexo deve ser algo muito sério?

  • Muitos encaram o sexo de forma quase solene, o que não deveria. Embora seja santo, dom de Deus, etc., o sexo é um momento de intimidade e alegria para o casal, então porque não ser divertido? Riam (não um do outro) e brinquem juntos e o sexo será ainda melhor.

  • 7. O sexo acaba com o tempo?

  • O sexo é como o vinho – melhora com o tempo. Embora eu não use álcool, sei que o vinho costuma ficar melhor com o tempo. Assim é com o sexo no casamento. Quando nos casamos, costumamos ser inexperientes o suficiente para cometer alguns enganos ou presumir que tudo está bem, já que não há reclamações. Mas, com o tempo o conhecimento do outro se expande, já sabemos do que o outro gosta e não gosta, já desenvolvemos maior intimidade e proximidade. Portanto, o resultado só pode ser um sexo melhor, embora não tão frequente.

  • Leia: 4 maneiras de tirar o seu casamento da rotina

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Se gostou, compartilhe o artigo...

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.

Website: http://tedandoumaideia.blogspot.com.br/

7 coisas sobre sexo que eu gostaria de saber antes de ter me casado

Quem nunca teve dúvidas sobre a intimidade no casamento que atire a primeira pedra...
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr