As fontes de notícias não vão contar a real razão por que essas adolescentes sobreviveram a uma tragédia, mas esta é a verdadeira história

Ondas de 2 metros de altura e temperatura de 11 graus na água deveriam ter matado estas duas meninas, mas quando falaram sobre o que as salvou, foi reproduzido nas notícias de maneira completamente errada.

4,549 views   |   4 shares
  • As chances eram horrivelmente contra e o fato de Tiffany Stoker e Tylinn Tilley, duas jovens de 13 anos de Utah (EUA), estarem vivas é a prova de que Deus ouve as orações.

    Era a última volta de um divertido passeio de barco para a família Capener e as amigas Tiffany, Tylinn e Siera. De repente, uma enorme tempestade chegou trazendo ventos de 120 quilômetros por hora e ondas de dois metros de altura. O barco dos Capener virou, atirando os sete ocupantes no mar gelado. A temperatura da água era de apenas 11 graus.

    Embora os sete ficassem juntos ao lado do barco por algum tempo, eventualmente, Tiffany e Tylinn decidiram nadar até a praia. Lance e Kathryn Capener, bem como as suas filhas Kelsey de 13 anos e Kilee de 7 ficaram agarrados ao barco com Siera Hadley de 13 anos e um outro amigo que tinha vindo com os Capeners. O barco estava a cerca de cinco quilômetros da costa.

    Elas não sabiam disso na época, mas seria a última vez que Tiffany e Tylinn falariam com a maioria deles.

    Leia:Uma mensagem para os corações partidos

    Em suas tentativas de alcançar a praia, as duas meninas passaram mais de três horas nadando e flutuando na água. Elas lutaram contra as ondas maciças e a baixa temperatura.

    "Quando Tylinn queria desistir, Tiffany se mostrava forte e quando Tiffany queria desistir, Tylinn era a forte", contou Melanie Tilley, a mãe de Tylinn, ao Deseret News.

    Elas massagearam as cãibras uma da outra quando os seus músculos estavam exaustos demais para continuar e incentivaram uma à outra, mas em última análise, as duas meninas disseram que foram suas orações que as salvaram.

    O som das ondas era tão alto que elas literalmente gritaram suas orações. Elas também repetiram escrituras e cantaram canções sobre Jesus que haviam aprendido na igreja. Foi o que as ajudou a seguirem adiante. Depois de horas de esforço colossal e forte dependência da fé, as meninas foram puxadas para fora da água por um barco de salvamento a cerca de oito quilômetros da marina. A temperatura corporal de ambas era de apenas 20 graus.

    Leia:Como aumentar a fé: Nutrindo nosso grão de mostarda

    Tragicamente, quatro dos cinco que ficaram no barco perderam suas vidas devido à hipotermia. Siera Hadley, Dr. Lance Capener e suas filhas Kelsey e Kilee estavam sem resposta quando a embarcação de salvamento os encontrou. Os únicos sobreviventes eram Kathryn Capener e as duas amigas da filha: Tylinn e Tiffany.

    "Não é justo. Eu amava essas pessoas", escreveu Lance Tilley, o pai de Tylinn, em um post no Facebook. Por que isso aconteceu? Quem sabe. Nós nunca saberemos. Mas eu sei que as orações são ouvidas e atendidas, nem sempre da maneira que queremos ou esperamos, mas são ouvidas e respondidas."

    A imensa fé no poder da oração é algo que as duas sobreviventes adolescentes têm tentado espalhar enquanto tentam curar sua própria dor.

    Embora algumas fontes de notícias tenham deixado de fora a participação de Deus nessa bela história, Lance se esforçou para mostrar através do Facebook que a história foi contada de maneira errada e a família expressa de maneira ardorosa sua gratidão a Deus e a todos os outros que os ajudaram em seus momentos dramáticos.

    "A verdade é que as duas meninas sobreviveram porque além de fortes, tiveram coragem para persistir por causa das orações, da fé e das canções infantis sobre Jesus que elas se mantiveram cantando", escreveu Lance. "Elas citavam escrituras entre si e cantavam canções infantis que aprenderam na igreja... Sim, a fé em Jesus Cristo e as orações a um Pai Celestial amoroso que aprenderam na igreja salvou suas vidas."

    Leia:Pare de questionar e confie em Deus

    Enquanto a cura emocional tem um longo caminho a percorrer para todos os envolvidos, as famílias expressaram profunda gratidão pelo apoio e amor que lhes foi oferecido.

    Tandi Hadley, mãe de Siera, considerou como heróis os Capeners. Ela disse ter certeza de que eles fizeram tudo o que poderia ser feito para salvar e confortar Siera. Desde o acidente, Tylinn e Tiffany têm vindo todos os dias para visitar, confortar a mãe de Siera e chorarem juntas.

    Traduzido e adaptado por Stael F. Pedrosa Metzger do original News sources won't tell the true reason these teens survived a tragedy, but this is the real story

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Amberlee é a gerente de conteúdo do site FamilyShare.com, ela é formada em jornalismo. Ela cria coisas incríveis com sua experiência em escrita, design gráfico, fotografia, vídeo e música. Ela ama sua família, o ar livre, bebês raposa e podcasts.

Website: http://www.familyshare.com/

As fontes de notícias não vão contar a real razão por que essas adolescentes sobreviveram a uma tragédia, mas esta é a verdadeira história

Ondas de 2 metros de altura e temperatura de 11 graus na água deveriam ter matado estas duas meninas, mas quando falaram sobre o que as salvou, foi reproduzido nas notícias de maneira completamente errada.
Advertisement
Junte-se a milhõese fortaleça sua família todos os dias.
-------------------------- ou --------------------------
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr