Cartas de uma ex-amante

Ela foi amante de um homem casado por 23 anos e escreveu uma carta à esposa dele, e outra a ele, além de dar um conselho aos homens e às suas amantes.

1,185,829 views   |   4,039 shares
  • Quando eu estava na faculdade, uma de minhas melhores amigas vivia uma situação que nenhum filho gostaria de passar: Ela morava com a mãe e um irmão, e ambos tinham um pai que mal ficava em casa. Conforme os anos passavam e os filhos cresciam, aumentava também a curiosidade sobre por que a ausência constante do pai, principalmente nos finais de semana.

  • Leia: Meu marido e suas amigas no WhatsApp

  • Até que um dia a verdade veio à tona: Ele era casado. Havia iniciado aquele relacionamento com a mãe dela anos antes de ela nascer, e quando ela engravidou, ele continuou vendo-a e após também na gravidez de seu irmão.

  • A esposa dele chegou a descobrir o relacionamento muitos anos depois, quando os filhos tanto dela quanto da amante já estavam na fase da adolescência. Isso aconteceu entre as décadas de 80 e 90, e ela continuou casada, enquanto o marido mantinha as duas famílias, se dividindo entre as duas mulheres e filhos de ambos os casamentos.

  • Eu estava lá quando minha amiga descobriu que sua mãe, na verdade, era a amante de seu pai, e não sua esposa como sempre imaginou. Foram anos de muita tristeza, depressão, falta de confiança e decepções.

  • Algum tempo depois, seus pais, sua mãe e o amante, se separaram de vez e ele continuou casado. O que aconteceu foi que, após a verdade vir à tona, os filhos da amante e também os filhos da esposa, se conheceram devido aos trâmites legais que foram necessários para estabelecimento de suporte financeiro e outros detalhes, e exigiram que eles fizessem a coisa certa.

  • Leia: Esposas x Amantes - Entendendo a lei no Brasil

  • A maneira mais acertada que encontraram foi o pai se separar definitivamente da amante. Não que ele quisesse. A vontade dele era ficar com a amante e divorciar-se da esposa, mas a amante não poderia viver com aquela escolha e terminou o relacionamento. A esposa então o perdoou e até hoje vivem juntos. A amante nunca mais teve outro relacionamento.

  • Há pouco tempo, a mãe de minha amiga, a ex-amante, me contatou e me pediu para publicar estas cartas que ela escreveu, com a condição de que eu não a identificasse. Seguem as cartas:

  • "À esposa "oficial" de meu "ex-marido",

  • Advertisement
  • Após várias tentativas através destes anos, talvez você ainda não queira nem saber o que eu tenho a dizer, julgando-me apenas como "a outra", mas eu tenho algumas coisas que gostaria que você soubesse.

  • Primeiramente e por favor, me perdoe. Isso nunca foi o que eu planejei para minha vida. Eu cresci numa boa família, cheia de sonhos, principalmente o de constituir uma família feliz, e claro, sem precisar usar o marido de ninguém para isso. Peço desculpas sinceras, do fundo de meu coração.

  • Como ou quando seu marido e eu viemos a nos envolver não vem ao caso, tantos anos já se passaram e já não estamos juntos. Eu quero que você saiba que eu estou ciente de quantas noites em claro você passou preocupada sobre onde seu marido estava, e com quem. E após descobrir, sei que derramou muitas lágrimas, pois sabia onde ele estava.

  • Eu fui culpada. Eu poderia ter terminado a relação assim que soube que ele era casado. Mas eu não tinha autoestima alguma e aceitava as migalhas que ele me dava após ter sofrido uma relação abusiva. Após descobrir minha gravidez, eu fiquei ainda mais presa àquela situação, sendo vista como vulgar por todos. Não foi uma vida fácil, principalmente vendo meus filhos sendo marginalizados por serem os filhos de um homem casado. Não foi fácil pra mim, muito menos para eles. Eu sei que foi ainda pior para você.

  • Eu tinha que ser responsável pelas minhas escolhas pobres e erradas, e a forma que encontrei para que meus filhos tivessem o pai por perto, era manter o relacionamento. Talvez houvesse outras opções, mas na minha insignificância, eu não sabia o que fazer. Por favor, me perdoe por isso também.

  • Após todos esses anos que seu marido e eu finalmente nos separamos e ele é somente seu, eu gostaria de obter o maior perdão de todos. O de tê-lo mantido por tanto tempo. Nenhuma mulher deve passar por aquilo que você passou.

  • Eu sei que não há como esquecer e perdoar completamente, mas se houver uma centelha de empatia, por favor, o faça. Meus filhos não têm culpa das más escolhas que seu marido e eu fizemos.

  • Eu lhe respeito e admiro sua capacidade de perdoar, e espero receber o mesmo presente."

  • Leia: Infidelidade emocional - Você é culpado?

  • Ela também escreveu uma outra carta, ao "ex-marido":

  • Advertisement
  • "Ao amor de minha vida,

  • Eu poderia aqui listar todas as razões porque eu amo você, mesmo após todos esses anos separados, e agradecê-lo por ter feito seu papel de homem comigo, estando presente enquanto nossos filhos cresciam e ajudando no sustento deles.

  • Eu poderia também culpá-lo por ter mentido que era casado no início até que me apaixonei por você, mas acima de tudo eu sei que você não é o único culpado. Eu também sou. Portanto, perdoe-me por querer ficar, ao saber que você também queria. Enquanto eu poderia ter saído de sua vida bem no início, ao mesmo tempo sabia que você me substituiria por mais alguém, e preferi ser eu a outra. Eu poderia ter refeito a minha vida, mas não soube como fazê-lo e os anos passaram e hoje eu colho a amargura da solidão, enquanto você convive com sua família, da qual nunca deveria ter se desviado.

  • Agora que estamos separados, eu agradeço por você continuar a ser o grande pai que você é. Isso foi essencial para que nossos filhos superassem o trauma e pudessem viver melhor sob o bálsamo da verdade, mesmo dolorida.

  • Por favor, nunca se esqueça de algo: Por mais que sua esposa tenha lhe empurrado a cometer o erro da traição como você alegava, você não deveria tê-lo feito. Nós concluímos muitas vezes que há jeito para consertar qualquer problema do casamento, e se nós conseguimos isso sem ser casados, você também poderia ter conseguido isso com sua esposa.

  • Pelos olhos de Deus, eu e você éramos adúlteros. Eu me arrependi amargamente, embora tenha tido dois filhos lindos, e espero que o Senhor um dia me perdoe por todos os transtornos que minhas más escolhas causaram a você, a sua família e principalmente aos nossos filhos.

  • Seja feliz."

  • Eu conheci muitas mulheres e homens traídos, mas eu também conhecia esta senhora, que fora a amante, bem de perto. Em nenhum momento ela foi vulgar ou estava feliz com sua situação, muito menos seus filhos. Ao preparar este artigo com suas cartas, eu lhe perguntei qual conselho ela daria para casais na mesma situação. Ela negou que fosse a pessoa mais indicada para dar conselhos. Eu insisti, e então ela me respondeu:

  • "Ah, se alguém tivesse me dito isso o que vou dizer:

  • Se você for uma mulher, jamais se sujeite a ser uma amante. É uma vida de sofrimento, e por mais amor que haja, os filhos que vierem deste relacionamento, ou mesmo os filhos do casamento de seu amante com a esposa dele, não merecem o sofrimento que isso lhes causará. Mesmo se não houver filhos, acredite, não vale a pena jogar sua vida fora por uma mentira.

  • Advertisement
  • Se você for um homem, jamais procure uma amante ou aceite as investidas de qualquer outra pessoa, e nunca destrua a vida de uma mulher vulnerável emocionalmente por qualquer motivo. Sua família é a coisa mais sagrada que você tem. Seja fiel a Deus e não faça aqueles que estão sob o seu cuidado sofrerem. São anos de lágrimas e sofrimento que momento algum de prazer ou de conexão emocional com outra pessoa valerá à pena. Você tem uma esposa, e somente pelo fato de ela ser sua esposa, significa que um dia você sentiu algo por ela que nunca sentiu por ninguém mais. Salve seu casamento e invista seu tempo nela, para o bem da humanidade e das próximas gerações. Seja homem."

  • O que você diria a esta senhora, ex-amante, que definitivamente optou pelo certo, neste momento?

  • Leia também: O inferno de um triângulo amoroso

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

C. A. Ayres é mãe, esposa, escritora e fotógrafa, pós-graduada em Jornalismo, Psicologia/Psicanálise. Visite seu website.

Website: http://caayres.com/

Cartas de uma ex-amante

Ela foi amante de um homem casado por 23 anos e escreveu uma carta à esposa dele, e outra a ele, além de dar um conselho aos homens e às suas amantes.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr